Coroa do Advento

9.12.13

Jingle Bells, jingle bells, jingle all the way...
O Natal está chegando novamente! Aí vem toda alegria dos preparativos, as festinhas de confraternização, comprar presentes, ir ao Weihnachtsmarkt(mercado de Natal), assar os biscoitinhos de Natal, comprar e enfeitar a árvore e a coroa do advento.
Aqui em casa, o Schatz é bem tradicional. Ele não dispensa de maneira alguma a presença de uma coroa do Advento e de acende-la durante as refeições.
No Brasil, minha família não tinha essa tradição durante o período do Advento e foi um dos costumes que eu adquiri aqui. No começo, ia na floricultura, comprava uma pronta apenas pra agradar ao maridão. Com o passar dos anos,  comecei a ler mais sobre a tradição,ver muitas famílias montando sua própria coroa, e descobri o prazer e a alegria de montar minha própria coroa e com qual felicidade e satisfação acendemos a vela durante nossas refeições. 

Na última semana de novembro  fui numa floricultura e comprei a coroa verde e já comecei a imaginar como ela ficaria. Esse ano me decidi por usar apenas vermelho, dourado com velas creme. Teoricamente super simples se não fosse minha predisposição a muito brilho e muita informação. Sonho com o dia em q vou optar por algo simples, clean, despretensioso... Maybe someday... :-)



Depois de arrumada sobre o prato, comecei a separar e ordenar pouco a pouco os enfeites: os suportes para velas, as pinhas, os laços, as bolas, e todos os outros cacarequinhos, estrelas, maçãs, canela em pau... A vantagem de quando vc monta a sua própria, é que vc pode colocar tudo aquilo que te agrada. O importante é harmonizar todos os componentes da sua maneira. No final, tem que combinar com você e sua família!!!

Et voilá! Minha Adventskranz vista de cima....


Cada domingo, uma vela é acesa e no fim do Advento, antes do Natal, as quatro velas são acesas preparando o espírito da casa para a tão importante data a vir. 



Aqui tem a história da Coroa do Advento, lá do Wikipédia:

Vários símbolos do Advento nos ajudam a mergulhar no mistério da encarnação e a vivenciar melhor este tempo. Entre eles há acoroa ou grinalda do Advento. Ela é feita de galhos sempre verdes entrelaçados, formando um círculo, no qual são colocadas 4 grandes velas representando as 4 semanas do Advento. A coroa pode ser, colocada ao lado do altar ou em qualquer outro lugar visível. A cada domingo uma vela é acesa; no 1° domingo uma, no segundo duas e assim por diante até serem acesas as 4 velas no 4° domingo. A luz nascente indica a proximidade do Natal, quando Cristo Salvador e Luz do Mundo, brilhará para toda a humanidade, e representa também, nossa fé e nossa alegria pelo Deus que vem. A cor roxa das velas nos convida a purificar nossos corações em preparação para acolher o Cristo que vem. A vela de cor rosa, nos chama a alegria, pois o Senhor está próximo. Os detalhes dourados prefiguram a glória do Reino que virá.


A coroa está formada por uma grande quantidade de símbolos:

forma circular

círculo não tem princípio, nem fim. É sinal do amor de Deus que é eterno, sem princípio e nem fim, e também do nosso amor a Deus e ao próximo que nunca deve terminar. Além disso, o círculo dá uma ideia de “elo”, de união entre Deus e as pessoas, como uma grande “Aliança”.

As ramas verdes

Verde é a cor da esperança e da vida. Deus quer que esperemos a sua graça, o seu perdão misericordioso e a glória da vida eterna no final de nossa vida. Bênçãos que nos foram derramadas pelo Senhor Jesus, em sua primeira vinda entre nós, e que agora, com esperança renovada, aguardamos a sua consumação, na sua segunda e definitiva volta. O ramos dos pinheiros permanecem verdes apesar dos rigorosos invernos, assim como os cristãos devem manter fé e a esperança apesar das tribulações da vida.

A fita vermelha

A fita e o laço vermelho que envolvem a grinalda simbolizam o Amor de Deus ou o próprio Espírito Santo a embalar toda criação que é remida com a chegada de Jesus.

As bolas

As bolas simbolizam os frutos do Espírito Santo que brotam no coração de cada cristão.

As quatro velas

As quatro velas da coroa simbolizam, cada uma delas, uma das quatro semanas do Advento. No início, vemos nossa coroa sem luz e sem brilho. Nos recorda a experiência de escuridão do pecado. A medida em que se vai aproximando o Natal, vamos ao passo das semanas do Advento, acendendo uma a uma as quatro velas representando assim a chegada, em meio de nós, do Senhor Jesus, luz do mundo, quem dissipa toda escuridão, trazendo aos nossos corações a reconciliação tão esperada. A primeira vela lembra o perdão concedido a Adão e Eva. A segunda simboliza a fé de Abraão e dos outros Patriarcas, a quem foi anunciada a Terra Prometida. A terceira lembra a alegria do rei Davi que recebeu de Deus a promessa de uma aliança eterna. A quarta recorda os Profetas que anunciaram a chegada do Salvador. O mais adequado é que todas as velas da coroa do Advento sejam roxas, com exceção de uma que pode ser rosa para lembrar o Domingo Gaudete.

Neste ponto, temos que fazer uma cuidadosa distinção: as velas roxas são usadas na coroa do Advento, mas não fazem partes das velas para celebração do Santo Sacrifício da Missa, uma vez que a coroa do Advento surgiu da piedade popular. O segundo ponto é que as velas para a celebração da Missa não seguem a cor usada pelo celebrante. Portanto, é errado usarmos velas verdes durante o tempo Comum, ou vermelhas no Domingo de Ramos. As velas, como nos orientam os documentos da Igreja, devem ser de cera amarela ou de parafina branca, independente da cor litúrgica do dia. Somente o sacerdote manifesta a cor litúrgica do dia. Outra razão para não serem usadas as velas coloridas é que todos os símbolos da liturgia devem ser naturais, assim como a água, o vinho e etc.


Bom Advento a todos!!!!!

Devaneios antes da chegada do meu inferno astral....

29.11.13
Daqui a menos de um mês, vou mais uma vez apagar as velinhas do bolo e fazer um pedido.
Depois de um papo com as amigas no chat sobre desejos de Natal parei pra refletir a respeito. Muitas desejam coisas materiais e outras querem coisas q o dinheiro não pode comprar. Me lembro de quando era adolescente e, muitas vezes me agarrei nas ilusões que desejar algo ao assoprar a velinha iria se concretizar. Já desejei carro, computador, laptop, passagem de avião...
Hoje mais madura, afinal estou cada dia mais próxima dos -enta, fiquei pensando no que pretendo desejar quando apagar a velinha do meu bolo.

- a paz mundial?
- a erradicação da fome?
- saúde eterna pra mim e para aqueles que amo?
- um avião supersônico que diminua a distância entre a Alemanha e o Brasil em 2 horas?


Não caros amigos.... A maturidade está vindo mas o egoísmo não arreda um pé além do necessário. Meu maior desejo, aquele que eu espero nunca morder a língua, é...

- não ter os surtos de meia idade!

Eu explico...
Muita gente falava da crise que as mulheres vivem após volta dos 30 anos, virar uma balzaquiana etc e tal. Bom, eu acredito não ter passado por eles. Corrijam-me se estiver enganada.
Mas, tenho observado por aí, mulheres por volta dos 40 anos pirando na batatinha. Fazendo coisas que pertencem aos 20, sabe? Misturando peito, barriga, pernas tudo junto tudo combinado, fazendo foto pelada pra mostrar pras amigas que pode, expondo intimidades online, indo pra balada literalmente pra concorrer com as menininhas pra ver quem chama mais a atenção, expondo o corpo, a mente e principalmente a vida de forma infantil e ridícula. 

Eu sei que hoje tudo é moderno, que os 40 são os novos 30, que eu tô ficando velha, chata, antiquada, intolerante, arrogante... mas ridícula não, né?


Das coisas q eu detesto....

21.11.13

Se tem coisas na vida q eu abomino hj eu tiro 3 pra expôr ao mundo com todas as forças:

 - detesto gente burra,
 - detesto gente invejosa,
 - detesto gente q não tem opinião própria e vende a dos outros como se fosse sua,
 - detesto gente mentirosa,
 - detesto gente que imita/copia os outros e nao dá crédito,
 - detesto gente que se faz de vítima em todas as situações da vida,
 - detesto gente pobre de espírito,
 - detesto gente que nao tem personalidade.

Pronto falei!